Velódromo Olímpico é exemplo de desperdício de dinheiro público


Em um tempo em que se preza a sustentabilidade das construções, o Velódromo Olímpico utilizado nas Olimpíadas Rio 2016 é um exemplo do que não fazer ! A manutenção do local custará pelo menos R$ 10,8 Milhões em 2017, dos quais, R$ 3,5 Milhões são em custos de energia elétrica para manter o ar-condicionado ligado 24 horas por dia, pois a madeira utilizada nas pistas (pinus siberiano) precisa ficar em temperaturas entre 18º C e 26º C, com umidade do ar na faixa dos 30%. Enquanto isso, as instalações seguem sem nenhum uso desde o encerramento dos Jogos Olímpicos.

Velódromo do Parque Olímpico Rio 2016 é um desperdício - Foto: Luiz Souza

Velódromo do Parque Olímpico Rio 2016 é um desperdício – Foto: Luiz Souza

O ciclismo de velocidade não é um esporte popular no Brasil, e os poucos atletas que poderiam utilizar o espaço não conseguem utilizá-lo devido aos entraves burocráticos. Do meu ponto de vista, seria melhor assumir a construção como um “passivo olímpico” e desmontar o local da mesma forma como farão com outros prédios construídos para os Jogos Olímpicos. Certamente muito do que há na edificação poderia ser aproveitado ou revendido para outras obras e não haveria este custo absurdo para manter um local que não serve para absolutamente nada, pois desde o encerramento dos Jogos Olímpicos o espaço não foi utilizado um dia sequer, nem para treinamento, nem para eventos.

A área externa do Parque Olímpico Rio 2016 pode ser utilizada como espaço de lazer durante os finais de semana, no horário entre 08h e 18h, mas poucos buscam o local como opção de lazer, pois não há banheiros ou bebedouros para uso público, e nem mesmo locais que vendam algum tipo de alimento, como foodtrucks ou lanchonetes.

About the Author

Luiz Souza
Fotojornalista criador do site Subúrbio RJ. O objetivo do site é compartilhar notícias e acontecimentos importantes da cidade do Rio de Janeiro e da região metropolitana do Rio. O foco principal do site é a divulgação de notícias relacionadas à cultura e eventos importantes para a cidade como o Jogos Olímpicos Rio 2016.

Be the first to comment on "Velódromo Olímpico é exemplo de desperdício de dinheiro público"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*