Procon Estadual interdita restaurante Ki Legal no Centro do Rio


Além da utilização de gás de botijão irregular, havia um gato na cozinha

O Procon Estadual, ligado à Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor, realizou, nesta quarta-feira (28/10), uma ação da Operação Rio Antigo, em restaurantes do Centro da cidade. Os fiscais vistoriaram 21 estabelecimentos localizados em regiões históricas da cidade do Rio e autuaram 17 deles. Dois locais estavam com instalações irregulares de gás. Um deles, o Restaurante Ki Legal, localizado na Rua Sete de Setembro, 175, no Centro do Rio, foi interditado.

Interdição do Procon é feita em restaurante no Centro

Interdição do Procon é feita em restaurante no Centro

No Ki Legal os fiscais encontraram três cilindros de gás estocados, um botijão de gás em uso na cozinha do piso superior e quatro botijões de gás no piso inferior – dois em uso e dois estocados. Além disso, a fiação próxima aos botijões estava exposta. Os fiscais determinaram a retirada imediata dos botijões. Apesar de o estabelecimento possuir certificado do Corpo de Bombeiros, o mesmo autorizava o uso de gás engarrafado somente na área externa no térreo – onde não havia nenhum gás em uso ou estocado. A validade de dois extintores no térreo venceram em agosto de 2015 e havia dois extintores vazios no andar superior.

Gato ficava no estoque

Gato ficava no estoque

Um gato e sua caixa de areia na qual realizava suas necessidades foram encontrados na cozinha do Restaurante Ki Legal. A cozinha também tinha ligação direta com o banheiro, apresentava lixeira sem tampa, azulejos quebrados, ralo aberto e gordura nos utensílios. Os fiscais deram o prazo de 10 dias para o estabelecimento sanar as irregularidades na parte estrutural. Já aa plataforma onde era servida a comida, não possuía barreira protegendo e cobrindo a totalidade dos alimentos. O restaurante também não informava sobre a disponibilidade de água filtrada e gratuita, como é determinado pela lei estadual, e os tributos não apareciam no cupom fiscal.
No Miami Bar, localizado no Largo de São Francisco de Paula, 26, os fiscais interditaram dois equipamentos conectados à tubulação de gás encanado. Apesar do estabelecimento possuir o certificado do Corpo de Bombeiros, este veda a utilização de gás encanado no local. Também foram encontrados no freezer, sem especificações, 1kg de carne moída preparada para recheio; 1kg e 300g de presunto fatiado; 1kg e 200g de banha para massa; 1kg e 200g de carne moída e 3kg e 300g de queijo prato. O certificado de potabilidade da água estava vencido.

Operação do Procon interditou um restaurante no Centro do Rio

Operação do Procon interditou um restaurante no Centro do Rio

Não apresentaram problemas na fiscalização: Angu do Gomes (Largo do São Francisco da Prainha, Praça Mauá); Quinta do Bacalhau (Rua do Teatro, 11); Escandinávia (Praça Mauá, 19) e Churrascaria e Galeto Rainha do Céu (Rua Sete de Setembro, 161 – Centro).

Tubulação de gás possuía remendo

Tubulação de gás possuía remendo

Balanço da Operação Rio Antigo

1 – Bar Botequim Bodega do Sal Ltda. (Rua Argemiro Vulcão – Pedra do Sal, Pç Mauá): Ausência de certificado e laudo do Corpo de Bombeiros, dado prazo de 48 horas para apresentação. Ausência de Livro de Reclamações. Ausência de certificado de potabilidade da água e dedetização, dado prazo de 15 dias para apresentação de ambos.

2 – Armazém e Bar S. Francisco Ltda (Rua S. Francisco da Prainha, 04): Ausência de certificado e laudo do Corpo de Bombeiros, dado prazo de 48 horas para apresentação. Ausência de cartaz informando sobre disponibilidade de água filtrada e gratuita.

3 – Gracioso Bar (Rua Sacadura Cabral, 97): Cobrança mínima de R$15.00 para pagamento com cartão. Ausência de cartaz informando sobre disponibilidade de água filtrada e gratuita.

Estabelecimento cobrava valor mínimo para pagamentos no cartão de crédito

Estabelecimento cobrava valor mínimo para pagamentos no cartão de crédito

4 – Gamboa Boa Restaurante (Rua São Francisco da Prainha, 25): Ausência do Livro de Reclamações.

5 – Bar e Restaurante Boêmio do Porto Mauá Ltda (Rua Sacadura Cabral, 120): Alvará provisório vencido. Ausência de cartaz informando sobre disponibilidade de água filtrada e gratuita. Ausência de Livro de Reclamações.

6 – Andrea’s Café (Rua Sacadura Cabral 81, loja A, Pç Mauá): Ausência de Livro de Reclamações e CDC para consulta. Ausência de cartaz informando sobre disponibilidade de água filtrada e gratuita. Ausência de certificado e laudo do Corpo de Bombeiros, dado prazo de 48 horas para apresentação. Preços dos produtos para venda.

7 – Padaria Boulos (Ramalho Ortigão, 40): Ausência de certificado e laudo do Corpo de Bombeiros, dado prazo de 48 horas para apresentação. Ausência de cartaz informando sobre disponibilidade de água filtrada e gratuita.

8 – Glória Café e Bar (Rua do Acre, 6): Ausência de certificado e laudo do Corpo de Bombeiros, dado prazo de 48 horas para apresentação.

9 – Flórida Bar Ltda (Praça Mauá, 99): Ausência de certificado e laudo do Corpo de Bombeiros, dado prazo de 48 horas para apresentação. Certificado de potabilidade da água vencido. Lixeira sem tampa. Sujeira na cozinha.

10 – Restaurante Recanto da Praça Mauá (Pça. Mauá, 15 Loja A): Ausência de certificado e laudo do Corpo de Bombeiros, dado prazo de 48 horas para apresentação. Vencidos: 3 kg de frango; 1 kg de fubá. Duas lixeiras sem tampa. Cozinha suja.

11 – Lanchonete Curva X (Rua Sete de Setembro, 138): Ausência de certificado e laudo do Corpo de Bombeiros, dado prazo de 48 horas para apresentação. Ausência de cartaz informando sobre disponibilidade de água filtrada e gratuita.

12 – Pilograma (Rua Andradas, 25): Ausência de certificado e laudo do Corpo de Bombeiros, dado prazo de 48 horas para apresentação. Ausência de cartaz informando sobre disponibilidade de água filtrada e gratuita. Falta acessibilidade, não há banheiros na parte inferior. Ausência de cartaz informando sobre disponibilidade de água filtrada e gratuita.

13 – Restaurante Ki Legal (Rua Sete de Setembro, 175): Foram encontrados três cilindros de gás estocados, um botijão de gás em uso na cozinha do piso superior, quatro botijões de gás no piso inferior sendo dois em uso e dois estocados. Havia fiação exposta próxima aos botijões. Determinada a retirada imediata dos botijões. Possuía certificado do CBMERJ autorizando o uso de gás engarrafado somente na área externa no térreo. Havia dois extintores vencidos em agosto de 2015 no térreo e dois extintores vazios no andar superior. Cozinha apresentava lixeira sem tampa, azulejos quebrados, ralo aberto, gordura nos utensílios, o banheiro se comunica diretamente com a cozinha. A pista de alimentos não possuía barreira protegendo e cobrindo a totalidade dos alimentos. Ausência de cartaz informando sobre disponibilidade de água filtrada e gratuita. Não há informação no cupom fiscal sobre os tributos. Estabelecimento interditado. Prazo de 10 dias para sanar parte estrutural da cozinha. Presença de animal (gato) na cozinha.

14 – Miami Bar Ltda. (Largo S. Francisco de Paula, 26): Produtos encontrados no freezer sem especificações 1kg de carne moída preparada para recheio; 1kg e 300g de presunto fatiado; 1kg e 200g de banha para massa; 1kg e 200g de carne moída e 3kg e 300g de queijo prato. AUSÊNCIA
Certificado de potabilidade da água vencido. O estabelecimento possui o certificado e laudo do Corpo de Bombeiros, que veda a utilização do gás encanado. Foram interditados dois equipamentos que estavam engatados na rede de gás, sendo inclusive lacrados.

15 – Coliseu das Massas (Rua Sete de Setembro, 171): Ausência de certificado de potabilidade da água. Ausência de cartaz informando sobre disponibilidade de água filtrada e gratuita. Encontrado dois gatos no estoque seco junto a alimentos em contato com chão. Determinada a imediata retirada dos animais.

16 – Restaurante Saboroso dos Andradas (Largo de S. Francisco, 26): Ausência de cartaz informando sobre disponibilidade de água filtrada e gratuita. Ausência de cartaz de Disque 151. Produtos sem especificação: 1 kg de maionese; 1 kg e 50g de carne picada e 7 kg de carne. O estabelecimento possui banheiros somente no segundo piso causando dificuldades as pessoas com necessidades especiais.

17 – Lanchonete Parque Royal (Largo de São Francisco, 4): Ausência de certificado e laudo do Corpo de Bombeiros, dado prazo de 48 horas para apresentação.

About the Author

Luiz Souza
Fotojornalista criador do site Subúrbio RJ. O objetivo do site é compartilhar notícias e acontecimentos importantes da cidade do Rio de Janeiro e da região metropolitana do Rio. O foco principal do site é a divulgação de notícias relacionadas à cultura e eventos importantes para a cidade como o Jogos Olímpicos Rio 2016.

Be the first to comment on "Procon Estadual interdita restaurante Ki Legal no Centro do Rio"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*