Procon Estadual interdita duas lojas no Shopping Grande Rio


Os dois locais foram interditados por não emitirem documentos que comprovem o serviço prestado

O Procon Estadual, ligado à Secretaria de Estado de Governo, realizou, nesta segunda-feira (12/09), uma fiscalização em lojas e lanchonetes no Shopping Grande Rio, em São João de Meriti. A Operação Rolezinho vistoriou 37 estabelecimentos, entre lojas e restaurantes e autuou 22 deles.

Os dois estabelecimentos interditados eram lojas especializadas em manicure e pedicure: a Cia das Unhas e a Conquista dos Pés. ambas não possuíam alvará de funcionamento, Livro de Reclamações e um exemplar do Código de Defesa do Consumdiror (CDC) para consulta dos clientes. A Cia das Unhas também não tinha o cartaz do Disque 180 (campanha de denúnicas de violência contra a mulher) e mantinha em uso 51 frascos de esmaltes vencidos. Já a Companha dos Pés também não tinha o cartaz do Disque 151 (telefone do Procon Estadual para denúncias e tirar dúvidas do consumidor). As duas lojas foram interditadas porque não emitiam nota fiscal ou qualquer documento comprobatório dos serviços prestados aos seus clientes.

Shopping Grande Rio - Foto: Procon

Shopping Grande Rio – Foto: Procon

Não foram encontradas irregularidades nas seguintes lojas do Shopping Grand Rio: Toulon; Depp; Sport Mix; Size of; Mr Cat; Redley; Havaianas; Torcida Mix; Lupo; Via Torino; Monte Carlo; O’born; La Partier; Lilica e Tigor; CVC.

Balanço da Operação Rolezinho

1 – América Street: Ausência de alvará. Prazo de 15 dias para apresentação. Ausência de preços nos produtos. Ausência do cartaz do Disque 151. Ausência do cartaz informando sobre o Livro de Reclamações. Ausência do CDC para consulta.
2 – Habib’S: Ausência do cartaz fornecimento de água gratuita. Produtos sem especificação: 600g de queijo cheddar.
3 – Casa Da Empada: Ausência cartaz fornecimento de água gratuita. Ausência do certificado de potabilidade da água.
4 – Cia das unhas: Vencidos: 51 frascos de esmalte. Ausência de alvará de funcionamento. Ausência de Livro de Reclamações. Ausência do CDC para consulta. Ausência do cartaz do Disque 180, violência contra mulher. Ausência de nota fiscal ou documento probatório dos serviços prestados. Interditado até que sejam sanadas as irregularidades e apresentadas ao Procon.
5 – Lopp: Ausência de preços nas mercadorias.
6 – CIA Fashion: Ausência do cartaz do Disque 151. Ausência de preços no interior da loja. Reclamação não enviada datada de 01/10/15.
7 – Boteco Do Manolo: Sem especificação: 200g de requeijão; 400g de presunto; 400g de muçarela; 300g de carne seca acebolada. Lixeira na cozinha sem acionamento por pedal. Ausência do certificado de dedetização. Ausência do certificado de potabilidade da água. Ausência de cartaz do Disque 180.
8 – Aquamar: Queixa no Livro de Reclamações não enviada ao Procon Estadual no prazo estabelecido por lei.
9 – Pitchuca: Ausência Alvará. Fiscais deram prazo 15 dias para sua apresentação. Ausência de preço nas mercadorias. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do cartaz do Disque 151.
10 – By Polly: Ausência de Alvará. Prazo de 15 dias para apresentação. Queixas no Livro de Reclamações não enviadas ao Procon Estadual no prazo estabelecido por lei.
11 – Melissa: Alvará vencido em 30/03/16. Prazo 15 dias para apresentação.
12 – Tim: Ausência de preço nos produtos. Reclamações não enviadas datadas do mês 07/15.
13 – Maha Man: Ausência de preço nos produtos. Ausência do CDC para consulta.
14 – Pizza Point: Ausência do cartaz do Disque 180. Ausência de CDC para consulta. Ausência do Livro de Reclamações. Sem especificação: 480g de champignon; 350g de palmito. Ausência de cartaz de disponibilidade de água gratuita. Ausência do cartaz do Disque 151. Ausência Manual de Boas Práticas. Ausência do cartaz do Livro de Reclamações.
15 – Conquista dos Pés: Ausência de alvará de funcionamento. Ausência de livro de reclamações. Ausência do CDC. Ausência do cartaz do Disque 151. Ausência de nota fiscal ou qualquer documento probatório dos serviços prestados. Interditado até que sejam sanadas as irregularidades e apresentadas ao Procon.
16 – Quiosque Chopp Brahma: Havia dois barris de chope (50l e 30l) conectados à chopeira sem o anel/disco onde deveria constar a informação da validade e outros dois barris de 50 litros não conectados à chopeira, também sem o anel/disco onde deveria constar a informação da validade. Ausência do cartaz do Disque 151. Ausência do cartaz do Disque 180. Ausência de cartaz de disponibilidade de água gratuita. Problemas na cozinha: azulejos quebrados nas paredes.
17 – Nextel: Ausência do cartaz do Disque 151. Ausência do cartaz do Livro de Reclamações. Reclamações não enviadas.
18 – Cassulê: Produtos vencidos: dois pacotes de pão; 1kg e 200g de massa pra pastel mofada. Produtos sem especificação: 100 g de presunto; um pote de ervilha. Lixeira sem acionamento por pedal. Ausência de cartaz do Disque180. Ausência de cartaz de disponibilidade de água gratuita.
19 – Abra Cadabra: Ausência do cartaz do Disque 151. Reclamações não enviadas à autarquia.
20 – Toque a Campainha: Ausência do Alvará. Ausência do CDC para consulta.
21 – Burger King: Ausência do cartaz Disque 180. Cartaz da água com fonte muito pequena não havendo condições de leitura.
22 – Oi: Ausência do Livro de Reclamações.

About the Author

Luiz Souza
Fotojornalista criador do site Subúrbio RJ. O objetivo do site é compartilhar notícias e acontecimentos importantes da cidade do Rio de Janeiro e da região metropolitana do Rio. O foco principal do site é a divulgação de notícias relacionadas à cultura e eventos importantes para a cidade como o Jogos Olímpicos Rio 2016.

Be the first to comment on "Procon Estadual interdita duas lojas no Shopping Grande Rio"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*