Procon Estadual interdita Bar Itaúna, no Grajaú


Estabelecimento não cumpriu prazo para apresentação de documento. Outros 10 restaurantes foram autuados no Rio e em Niterói

O Procon Estadual realizou, nesta segunda-feira (29/02), uma nova etapa da Operação Boca Nervosa, com o objetivo de checar denúncias em restaurantes na Zona Norte do Rio, em Niterói e em Maricá. Foram vistoriados 14 estabelecimentos, dos quais 10 foram autuados e um, interditado: o Bar Itaúna, na Rua Professor Valadares, 66, Grajaú.

O local havia sido fiscalizado pelo Procon em 01/02/2016, quando foi dado um prazo de 48 horas para a apresentação do certificado do Corpo de Bombeiros. Como o documento não foi apresentado, o bar foi interditado. Além disso, os fiscais encontraram no local 5kg de molho de tomate, 4kg de filé de peixe e 4kg e 500g de carnes variadas, tudo sem especificação da validade. Também havia uma lixeira sem pedal.

No restaurante Frigideira & Cia. (Rua Pontes Corrêa, 4, Andaraí), a balança que pesa a comida a quilo não estava com a devida tara (o peso abatido referente ao prato), sobrando ainda 0,008kg que deveria ser reduzido. Com o quilo custando R$ 36,90, esse problema equivale a uma diferença de R$ 0,29 centavos por cada quilo.

20160229_161716EDT

20160229_161751EDT

20160229_171832EDT

Foram autuados quatro estabelecimentos em Niterói. Em um deles, o Pargo Restaurante (Avenida Feliciano Sodré, 95, Centro, Niterói), foram encontrados produtos vencidos, como dourado e mocotó, e sem especificação da validade, como frango, siri, carne moída e camarão.

Não foram encontradas irregularidades nos seguintes estabelecimentos: Bom na Brasa (Praça das Nações, 46, Bonsucesso), Da Carmine Trattoria (Estrada Francisco da Cruz Nunes, 2.687, Itaipu, Niterói) e Verdanna (Avenida Quintino Bocaiúva, 603, Charitas, Niterói).

Balanço da Operação Boca Nervosa:

1 – Mistura Grill (Rua Almeida Gonçalves, 104, Maricá): Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros. Os fiscais deram um prazo de 48 horas para a apresentação. Produtos sem especificação da validade: 5kg de carne para quibe, 2kg de fígado, 2kg de costelinha e 1kg de siri.
2 – Frigideira & Cia. (Rua Pontes Corrêa, 4, Andaraí): Lixeira sem tampa na cozinha. A balança da comida a quilo não está com a devida tara, sobrando ainda 0,008kg no prato. Com o kg a R$ 36,90, equivale a uma diferença de R$ 0,29 centavos por cada quilo. Produtos sem especificação da validade: 1kg e 410g de queijo gorgonzola, 3kg e 730g de linguiça de frango, 1kg e 645g de frango a passarinho, 1kg e 410g de filé de peixe temperado e 265g de camarão temperado.

3 – RD Restaurante (Avenida Roma, 101, lojas B e C, Bonsucesso): Ausências dos certificados do Corpo de Bombeiros, de dedetização e de potabilidade da água. Os fiscais deram prazos de 48 horas para a apresentação do primeiro e de 15 dias para a apresentação dos demais.

4 – Bodega do Norte (Rua Marquês de Caxias, 76, Centro, Niterói): Os fiscais deram um prazo de 48 horas para a apresentação do alvará de funcionamento (foi apresentado um protocolo de renovação) e do certificado do Corpo de Bombeiros (foi apresentado o laudo de exigências). Foi determinada a limpeza da cozinha e a reforma do piso. que tem azulejo quebrado.

5 – Pargo Restaurante (Avenida Feliciano Sodré, 95, Centro, Niterói): Produtos vencidos: 3kg e 600g de dourado e 1kg de mocotó. Produtos sem especificação da validade: 3kg de frango, 1kg e 500g de siri, 3kg de carne moída, 1kg e 500g de camarão e 4kg de molho a campanha.

6 – Gato Preto (Rua José Vicente, 60, Grajaú): 15 litros de chope Brahma Black vencido, em um barril de 30 litros conectado à chopeira.

7 – Brasa Club Carioca (Rua Adolfo Bergamini, 175, Engenho de Dentro): Produtos sem especificação da validade e mal armazenados: 2kg de bife à milanesa, 2kg e 200g frango a passarinho, 2kg de carne bovina, 3kg e 100g de filé de frango 1kg e 600g de molho de carne assada. Produtos vencidos: 1kg e 600g de linguiça vencida em 17/01/2016 e 4 latas de energético vencido em 15/12/2015. Ausências dos certificados de dedetização e de potabilidade da água.

8 – Bar Itaúna (Rua Professor Valadares, 66, Grajaú): Produtos sem especificação da validade: 5kg de molho de tomate, 4kg de filé de peixe e 4kg e 500g de carnes variadas. Lixeira sem pedal. Ausência do Livro de Reclamações. Devido ao Auto de Infração 8102, de 01/02/2016, que deu o prazo de 48 horas para apresentação do certificado do Corpo de Bombeiros, o estabelecimento foi interditado, pois o referido documento não foi apresentado.

9 – Fast Chicken (Rua Barão do Bom Retiro, 2.382, Grajaú): Ausência do Livro de Reclamações e dos certificados de dedetização e de potabilidade da água.

10 – Churrascaria Mocellin (Avenida Quintino Bocaiúva, 151, Niterói): Produtos vencidos: 4kg de filé de frango congelado e 3kg de cebola empanada. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros.

11 – Ruy Barbosa Empório Bar e Restaurante (Avenida Rui Barbosa, 218, São Francisco, Niterói): Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros.

Fotos divulgadas pelo ProconRJ.

About the Author

Luiz Souza
Fotojornalista criador do site Subúrbio RJ. O objetivo do site é compartilhar notícias e acontecimentos importantes da cidade do Rio de Janeiro e da região metropolitana do Rio. O foco principal do site é a divulgação de notícias relacionadas à cultura e eventos importantes para a cidade como o Jogos Olímpicos Rio 2016.

Be the first to comment on "Procon Estadual interdita Bar Itaúna, no Grajaú"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*