Procon Estadual autua 18 salões de beleza do centro do Rio


Todos apresentaram irregularidades e 16 não possuíam o certificado dos Bombeiros

O Procon Estadual, ligado à Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor, realizou, nesta terça-feira (19/04), a Operação Silvinho, que teve o objetivo fiscalizar salões de beleza no Centro do Rio. Os fiscais vistoriaram 18 estabelecimentos e autuou todos por diversas irregularidades.

Apenas dois dos 18 salões autuados possuíam o certificado do Corpo de Bombeiros. Os demais, deverão apresentar o documento em até 15 dias na sede do Procon Estadual. Caso contrário, poderão ser interditados. Quatro deles não mostraram o alvará de funcionamento e também tem 15 dias para apresentá-lo ao Procon Estadual: Espaço Elas Por Elas (Rua da Candelária, 89), Vogue (Rua Santa Luzia, 797), EMR Cabeleireiros (Rua Buenos Aires, 104) e Matrik (Rua Sete de Setembro, Loja 229).

Já o termo de licenciamento sanitário, que é obrigatório para os estabelecimentos com atividades de salão de cabeleireiros e foi instituído pelo Decreto Municipal 23915 de 2004, estava ausente em sete estabelecimentos autuados. Um deles era o salão Deluzes, localizado na Av. Rio Branco, 185, sala 2013, que também não possuía Livro de Reclamações e não apresentava tabela de preços dos serviços. No local os fiscais encontraram condicionadores e shampoos vencidos em 2015 e uma máscara capilar vencida em 2014.

O nome da operação é uma homenagem a Sílvio Alberto Justo da Silva, o Silvinho, cabeleireiro famoso nas décadas de 60, 70 e 80 por cuidar do visual de personalidades da época, como as atrizes Betty Faria, Yoná Magalhães e Elke Maravilha.

Balanço da Operação Silvinho:

1 – EMR Cabelereiros (Rua Buenos Aires, 104): Ausência de Alvará de funcionamento e certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar. Ausência de Livro de Reclamações. Não fornece cupom fiscal.

2 – Pour Toi Prime (Av. Graça Aranha, 19/204): Livro de Reclamações não autenticado. Ausência do termo de licenciamento sanitário. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar.

3 – Werner (Rua do Rosário, 133): Ausência de preços nos produtos e tabela de serviços ofertados. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar.

4 – Samaranda Beauty (Rua Senador Dantas, 71/202): Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar. Ausência de Livro de Reclamações. Ausência do termo de licenciamento sanitário.

5 – Duda’s Coiffeur (Rua Riachuelo 161, lj a): Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar.

6 – Vogue (Rua Santa Luzia, 797): Ausência de Alvará de funcionamento e certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar. Ausência de tabela de preços visíveis ao consumidor. Ausência de Livro de Reclamações.

7 – Matrik Centro de Beleza e Com (Rua Sete de Setembro, Loja 229): Alvará de funcionamento vencido e ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar. Livro de Reclamações não autenticado.

8 – Arte & Ofícios Serviços de Beleza Ltda (Rua Sete de Setembro, 88. SL 208/209): Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar.

9 – Salão D’ Paulas (Rua Sete de Setembro, 88. SL 211): Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar. Ausência de Livro de Reclamações.

10 – Mery Cabelereira (R. Sete De Setembro, 88. SL 215): Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar. Ausência de Livro de Reclamações.

11 – Walter’s Coiffeur (Av. Rio Branco, 180): Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar.

12 – Espaço Elas Por Elas (Rua da Candelária, 89): Ausência de Alvará de funcionamento e de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar. Ausência de Livro de Reclamações, CDC para consulta, cartaz do Disque 151. Ausência do termo de licenciamento sanitário.

13 – K Visual (Rua Uruguaiana, 214): Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar.

14 – Office Hair (Av. Rio Branco, 181. Lj 101): Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar.

15 – Pérola do Centro (Av. Mal Floriano, 54): Ausência de Livro de Reclamações. Ausência do termo de licenciamento sanitário.

16 – Deluzes (Av. Rio Branco, 185 sala 2013): Ausência de Livro de Reclamações. Ausência de tabela de preços dos serviços. Ausência do termo de licenciamento sanitário. Produtos vencidos: dois condicionadores em 07/2015; um shampoo em 07/2015; um shampoo em 04/2015 e uma máscara em 08/2014.

17 – Look Cabeleireiro (Rua Acre, 94): Ausência do termo de licenciamento sanitário. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar.

18 – Nixo Instituto de Beleza (Rua Acre, 64): Ausência do termo de licenciamento sanitário. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Dado prazo de 15 dias para apresentar.

About the Author

Luiz Souza
Fotojornalista criador do site Subúrbio RJ. O objetivo do site é compartilhar notícias e acontecimentos importantes da cidade do Rio de Janeiro e da região metropolitana do Rio. O foco principal do site é a divulgação de notícias relacionadas à cultura e eventos importantes para a cidade como o Jogos Olímpicos Rio 2016.

Be the first to comment on "Procon Estadual autua 18 salões de beleza do centro do Rio"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*