Peninha, percussionista do Barão Vermelho, morreu no Rio


Peninha, o lendário percussionista do Barão Vermelho, morreu nesta segunda-feira (19) no Rio de Janeiro, aos 66 anos de idade. O músico carioca Paulo Humberto Pizziali – o Peninha – estava internado deste 5 de agosto no Hospital da Lagoa, na zona sul do Rio. Ele morreu por conta de um choque hemorrágico no estômago por volta de 17:30h desta segunda-feira.

Peninha era pai de 4 filhos e já foi casado com Ana Tereza Lima Soler, que lamentou a morte do músico em sua página pessoal no Facebook, onde postou a seguinte mensagem: “Queridos amigos e familiares, é com pesar que venho comunicar que o pai dos meus filhos, Paulo Humberto Pizziali, mais conhecido como Peninha, faleceu agora no hospital da Lagoa.
Peço aos meus queridos amigos que orem por ele, cada um na sua fé. Os filhos dele estão muito abalados. Peço que orem por eles também.”

Morre aos 66 anos, Peninha percussionista no Barão Vermelho

Paulo Humberto Pizziali, o Peninha morreu - Foto: Gabriel Wickbold/Divulgação

Paulo Humberto Pizziali, o Peninha morreu – Foto: Gabriel Wickbold/Divulgação


Em sua trajetória artística, Peninha tocou para artistas como Johnny Alf, Gal Costa, Simone e Sivuca, e foi chamado para o disco “Declare Guerra”, do Barão Vermelho, de 1986, um dos álbuns mais importantes do Rock Nacional, que foi o primeiro trabalho do Barão Vermelho sem a participação de Cazuza.

About the Author

Luiz Souza
Fotojornalista criador do site Subúrbio RJ. O objetivo do site é compartilhar notícias e acontecimentos importantes da cidade do Rio de Janeiro e da região metropolitana do Rio. O foco principal do site é a divulgação de notícias relacionadas à cultura e eventos importantes para a cidade como o Jogos Olímpicos Rio 2016.

Be the first to comment on "Peninha, percussionista do Barão Vermelho, morreu no Rio"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*