Louise Lecavalier apresentou So Blue no Theatro Municipal do RJ


Louise Lecavalier apresentou o espetáculo So Blue no Festival O Boticário na Dança. Com uma performance de tirar o fôlego, Louise Lecavalier e seu parceiro Frédéric Tavernini arramcaram suspiros da platéia, que assistiu encantada à apresentação.

Louise Lecavalier

Louise Lecavalier - So Blue - Festival O Boticário Na Dança - Foto: Luiz Souza

Louise Lecavalier – So Blue – Festival O Boticário Na Dança – Foto: Luiz Souza


Nascida em Montreal, Louise Lecavalier estudou balé clássico e dança moderna em Montreal e Nova York. Tornou-se profissional em 1977 e começou a se destacar como coreógrafa em 1982, com o solo “No, No, No, I Am Not Mary Poppins”. Em 1985, tornou-se a primeira canadense a ganhar um prêmio Bessie em Nova York. Em 2012 estreia “So Blue”, o primeiro trabalho com coreografia inteiramente de Louise. Em 2008, recebeu a comenda Oficial da Ordem do Canadá; em 2011, foi nomeada Personalidade da Dança do Ano, pelo Sindicato de Dança Frances e a União de críticos de Arte da França; e no mesmo ano tornou-se a primeira vencedora do Prix de ladanse de Montréal. Em 2013, ganhou um dos prêmios de maior prestígio no mundo da dança, o Léonide Massine, na categoria Most Outstanding Female Dancer of the Year. Sua companhia, Fou Glorieux, acaba de receber o 29th Grand Prix du Conseil des arts de Montréal e Louise ganhou o Governor General’s Performing Arts Awards (GGPAA) 2014, por Conjunto da Obra.

Louise Lecavalier apresentando So Blue no Festival O Boticário na Dança

Louise Lecavalier - So Blue - Foto: Luiz Souza / Subúrbio RJ

Louise Lecavalier – So Blue – Foto: Luiz Souza / Subúrbio RJ


Louise Lecavalier e seu parceiro Frédéric Tavernini criam uma atmosfera de alta tensão, um trabalho marcado pela música visceral de Dede Mercan. Tão rápido como o pensamento, o corpo é quem dita as suas leis e transgride seus limites. Velocidade, lentidão, abstração, teatralidade: todos meios para expressar o corpo. Em So Blue, o corpo torna-se uma “arte viva”, entre a escultura, a performance e a dança. Sequências ágeis contrastam com as mais lentas, outras mais fluidas, rigidamente controladas ao ponto de abandono. Quase todos os movimentos são inspirados em gestos simples do cotidiano que se tornam extremos quando repetitivos, decompostos ou cumulativos.

About the Author

Luiz Souza
Fotojornalista criador do site Subúrbio RJ. O objetivo do site é compartilhar notícias e acontecimentos importantes da cidade do Rio de Janeiro e da região metropolitana do Rio. O foco principal do site é a divulgação de notícias relacionadas à cultura e eventos importantes para a cidade como o Jogos Olímpicos Rio 2016.

Be the first to comment on "Louise Lecavalier apresentou So Blue no Theatro Municipal do RJ"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*