Procon Móvel estará na Central do Brasil entre os dias 8 e 26 de junho

Consumidores poderão fazer reclamações e tirar dúvidas no posto volante

Procon Móvel - Foto: Divulgação

Procon Móvel – Foto: Divulgação

A van do Procon Móvel estará na Central do Brasil entre os dias 8 e 26 de junho. Durante esse período, os consumidores que passarem pelo local poderão fazer reclamações a respeito de problemas ligados às relações de consumo. O objetivo é tirar dúvidas e atender as reclamações dos consumidores que circulam no local, ponto de grande movimento no Rio, reduzindo assim a alta demanda dos postos de atendimento fixos.

O atendimento do Procon Móvel será feito de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h.

Zona Norte recebe bailes funk apoiados por edital da SEC

Bailes da Chatuba, da equipe Cash Box e dos Macacos são alguns dos que acontecerão em junho

A partir deste domingo, 07/06, diferentes bairros da Zona Norte recebem, em três finais de semana de junho, uma série de bailes funk em diferentes bairros. No domingo, acontece no Grêmio Recreativo Unidos do Cabral (no Caxambi) o Baile Funk do Cabral, com mais duas edições programadas para 14 e 21 de junho, sempre às 17 horas e no mesmo local. Já no sábado, 13/06, será a vez de Vila Isabel receber o Baile dos Macacos, na quadra do CIEP da comunidade, a partir das 21 horas. No domingo, 14, o Baile Duda do Borel chega ao Centro Cultural da Unidos da Tijuca, a partir das 15 horas.

Todos são projetos selecionados pelo Edital de Bailes e Produção Artística no Funk da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), que teve recursos de R$ 650 mil.

Desde março, como resultado do edital, vêm sendo realizados com sucesso de público e organização bailes tradicionais. Além dos já citados, também estão acontecendo os da Velha Guarda do Funk (no Chapéu Mangueira), da Chatuba (na Penha), e da equipe Cash Box (em diferentes bairros da cidade).

O apoio à realização dos bailes é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Cultura, em parceria com a Secretaria de Estado de Segurança, a Coordenação de Polícia Pacificadora e a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, e tem o objetivo de reconhecer, fomentar e articular uma boa estrutura para que os eventos aconteçam da melhor forma possível.

Rio e Espírito Santo entregam projeto da nova estrada de ferro Rio-Vitória

Ministro dos Transportes autorizou marcação das audiências públicas para o mês de julho

Em evento realizado na tarde desta segunda-feira (1/6) na sede da Associação Comercial do Rio de Janeiro, os secretários de Estado de Transportes do Rio de Janeiro e do Espírito Santo, Carlos Roberto Osorio e Paulo Ruy Carnelli, entregaram ao ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, e ao diretor geral da ANTT, Jorge Bastos, o projeto revisado da nova estrada de ferro EF 118 Rio-Vitória. Com a entrega da documentação, o ministro dos Transportes autorizou a marcação das audiências públicas no Rio de Janeiro, em Campos dos Goytacazes e em Vitória para o próximo mês de julho. Essas audiências são a última etapa a ser vencida para que o projeto da nova ferrovia seja encaminhado para apreciação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Nova ferrovia terá 577 km de extensão e interligará os complexos portuários do Rio de Janeiro e Espírito Santo

A nova ferrovia Rio-Vitória faz parte do Programa de Infraestrutura e Logística (PIL), lançado pelo Governo Federal em 2012, que previa a concessão, por parte da União, de 12 novas ferrovias no país. Em 2013, os Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo celebraram convênio para avaliação e elaboração do projeto da nova ferrovia.

A EF 118 interligará a Região Metropolitana do Rio com Vila Velha, na grande Vitória. Com extensão de 577 km, essa ferrovia se articulará com a futura EF 354 (Estrada de Ferro Transcontinental – ligação ao Peru), a partir de Campos dos Goytacazes, atravessando as regiões minerais e agrícolas do centro do país, e possibilitando a conexão com os mercados europeu e asiático.

Além disso, a nova ferrovia estará interligada com a rede da concessionária MRS, que liga o Rio de Janeiro a São Paulo e Minas Gerais. E, no Espírito Santo, com a estrada de ferro Vitória-Minas.

A EF 118 atenderá a demanda da rede portuária dos dois estados, incluindo os portos de Sepetiba, Itaguaí, Macaé, Barra do Furado e Açu, no Rio de Janeiro, e os portos Central e Tubarão, no Espírito Santo.

“Hoje demos um grande passo para a viabilização da nova ferrovia Rio-Vitória. Esse investimento é estratégico para fazer do estado do Rio o centro logístico da região Sudeste e consequentemente do Brasil. Junto com o Espírito Santo, seguiremos acompanhando este processo até a publicação dos editais de concessão pelo Governo Federal”, disse o secretário de Estado de Transportes do Rio de Janeiro, Carlos Roberto Osorio.

SMEL promove curso de capacitação paradesportiva para profissionais das Vilas Olímpicas do RJ

Com a proximidade dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, o tratamento à pessoa com deficiência entra em definitivo na pauta da Prefeitura do Rio. A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer dará início nesta terça feira, dia 02 de junho, ao projeto REI (Rio, Esporte e Inclusão), que visa capacitar e aperfeiçoar os conhecimentos que os profissionais das Vilas Olímpicas já possuem. A primeira etapa do projeto será realizada no auditório da Secretaria de Conservação, localizado no 7º andar da Rua Maia de Lacerda, 167, das 8h30 às 17h.

O objetivo é estimular os funcionários das unidades de esportes e lazer a conhecer um pouco mais sobre o paradesporto e aumentar a excelência da prestação de serviços que os usuários das vilas já têm. Isso será feito em três etapas: capacitação, sensibilização e experimentação. O curso de capacitação do projeto será dividido em dois dias, com a segunda parte sendo realizada na quinta feira, dia 16 de junho. As duas outras etapas do projeto, sensibilização e encontro esportivo, estão programadas para acontecer nos meses de julho e setembro, respectivamente.

Pela manhã, serão apresentações teóricas e palestras sobre os tipos de deficiência – visual, auditiva, física e intelectual e que cuidados devemos ter com a pessoa com deficiência. O convidado para falar sobre o tema é o Dr. Alberto Martins da Costa, graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Uberlândia, Presidente da Academia Paralímpica Brasileira e ex-chefe da Delegação Paralímpica Brasileira em vários campeonatos mundiais, Parapan-americanos e nas Paralimpíadas de Sydney/2000 , Atenas/2004 e Pequim/2008. À tarde será a vez do Professor João Paulo Castelleti de Souza, membro do Comitê Paralímpico Brasileiro, que vai abordar o tema “Aspectos Gerais da Classificação Funcional”. São esperados para o curso cerca de 80 profissionais.

– Ações como essa facilitam o entendimento sobre a deficiência, além de serem de grande importância pelo momento que a nossa cidade vive. Precisamos saber tratar o público PCD. Já fazemos isso nas nossas Vilas Olímpicas e no Projeto Rio em Forma Especial, mas precisamos potencializar e democratizar essa qualidade no atendimento e, sobretudo, multiplicar essas informações. Assim, poderemos deixar esse legado de atendimento e de inclusão social para a cidade das Olímpiadas e das Paralimpíadas – diz o Secretário Marcos Braz.

Um encontro para sensibilização aos esportes paraolímpicos motivou a criação do projeto e a continuidade do curso. Isso foi no dia 8 de novembro de 2014 e contou com a participação de oito das até então 20 Vilas Olímpicas da Prefeitura do Rio: Félix Mielli Venerando, em Honório Gurgel, Manoel Gomes Tubino, em Jacarepaguá, Miécimo da Silva, em Campo Grande, Mestre André, em Padre Miguel, Grêmio Recreativo dos Industriários da Penha, na Penha, Piscinão de Ramos, Mangueira e Alemão. Na ocasião foram capacitados cerca de 120 funcionários das unidades esportivas.

Atualmente, além dos funcionários capacitados, são 62 profissionais especializados, em 18 das 21 Vilas Olímpicas do município do Rio. Todas as instalações são projetadas para reduzir as barreiras arquitetônicas e, além disso, oferecem funcionários capacitados (com pós graduação e mestrado) para o entendimento da deficiência, propiciando ao deficiente a assiduidade necessária para que ele adquira um estilo de vida saudável e que o leve a uma maior independência.

SERVIÇO:

O que é: PROJETO REI (Rio, Esporte, Inclusão);
Local: Auditório da SECONSERVA – Rua Maia de Lacerda, nº 167, 7º, Estácio, Rio de Janeiro;
Horário: das 08:30h às 16h.

Vigilância Sanitária oferecer curso para salões de beleza

Estúdios de piercing, tatuagem e institutos de beleza também podem participar

Na próxima segunda, dia 30, a vigilância sanitária vai promover um curso para profissionais e proprietários de salões e institutos de beleza, além de estúdios de piercing e tatuagem, para passar orientações sobre a prevenção de riscos à saúde nesses ambientes.

Os participantes serão orientados sobre os procedimentos para a utilização correta dos materiais, como limpeza, esterilização e descarte adequados; o uso de cosméticos regularizados, que tenham o número de registro ou de notificação da Anvisa; a limpeza e desinfecção do ambiente, com o uso de materiais específicos; bem como a prevenção de doenças infectocontagiosas, como hepatites B e C, tétano, AIDS, micoses, dentre outras..

No evento, também haverá orientações sobre a legalização dos estabelecimentos de embelezamento, a legislação em vigor e a saúde do trabalhador. São 50 vagas disponíveis para profissionais e proprietários, que serão preenchidas por ordem de chegada.

Os interessados em participar devem comparecer, no dia do evento, ao auditório do prédio central da Vigilância Sanitária municipal para fazer as inscrições, uma hora antes do início, que será às 9h. O local fica na rua do Lavradio, 180/6º andar. O encontro dura toda a manhã e se encerra ao meio-dia.

Em 2015 serão realizados mais quatro encontros com esses estabelecimentos, nos dias 25 de maio, 27 de julho, 28 de setembro e 30 de novembro. O assunto abordado também será as orientações técnicas em embelezamento e esteticismo.

A orientação aos estabelecimentos faz parte do novo perfil da Vigilância Sanitária municipal, que investe em ações educativas para diminuir o número de infrações e, conseqüentemente, de riscos à saúde da população carioca.

Além de ações educativas, os técnicos também fazem inspeções nos locais, através de denúncias feitas pelos usuários. Portanto, a Vigilância Sanitária orienta os consumidores a ficarem atentos às irregularidades que podem ser encontradas em qualquer estabelecimento que trabalha com beleza e estética, e denunciá-las à central 1746 ou pelo site www.1746.rio.gov.br.

Patrulha Ambiental resgata jacaré de papo-amarelo em escola do Exército, no bairro de Deodoro

As fortes chuvas que atingiram a cidade neste domingo trouxeram um visitante diferente para a o bairro de Deodoro: um jacaré de papo-amarelo. O animal foi resgatado na tarde desta segunda-feira, dia 23, no interior da Escola de Sargentos de Logística do Exército, que fica no bairro, por guardas da Patrulha Ambiental – parceria da Secretaria Municipal de Meio Ambiente com a Guarda Municipal. A solicitação de resgate foi realizada pela Central 1746.

Jacaré do Papo Amarelo em Deodoro - Foto: Divulgação / Guarda Municipal

Jacaré do Papo Amarelo em Deodoro – Foto: Divulgação / Guarda Municipal

O jacaré estava com pequenos ferimentos no corpo e foi encaminhado para o Centro de Recuperação de Animais Silvestres (CRAS) da Universidade Estácio de Sá. Após o atendimento veterinário, os guardas realizaram a soltura do animal na Lagoa do Parque Municipal Marapendi. Segundo os militares que acionaram a equipe da Patrulha Ambiental, jacarés ainda não tinha sido são vistos no interior da escola.

A Guarda Municipal alerta à população sobre o resgate de animais silvestres: ao flagrá-los em área urbana ou em qualquer situação de risco fora do seu habitat, deve-se acionar a equipe da Patrulha Ambiental para um resgate seguro. O manuseio não é aconselhável e muito menos tentar afugentá-los, pois pode agravar qualquer lesão que os animais apresentarem. Os agentes podem ser acionados por meio do telefone 1746, da Prefeitura do Rio, que funciona 24h.