Procon Estadual autua quatro restaurantes da orla da Zona Sul do Rio

Desta vez, não houve problemas com alimentos impróprios ao consumo

Foto: Divulgação / Procon RJ

Foto: Divulgação / Procon RJ

O Procon Estadual realizou, em conjunto com a Delegacia do Consumidor (Decon), nesta quinta-feira (27/08), uma nova etapa da Operação Limpando a Raia, para fiscalizar restaurantes da orla de Copacabana ao Leme. Na primeira etapa da Operação Limpando a Raia, realizada na última terça-feira (25/08), foram autuados 10 de 15 restaurantes vistoriados e descartados 90kg e 925g de alimentos e 79 litros de bebidas impróprias ao consumo, ensejando a prisão de quatro gerentes. Desta vez, quatro dos sete restaurantes fiscalizados foram autuados.

Nesta quinta-feira, os fiscais não encontraram alimentos vencidos ou sem especificação da validade. O problema mais grave observado foi a ausência de certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros. O Procon deu um prazo de 48 horas para que os gerentes dos restaurantes La Maison e La Fabrique apresentem o certificado na sede da Autarquia. Sem esse documento, os estabelecimentos ficam proibidos de funcionar, podendo ser interditados.

Outra irregularidade encontrada foi o não cumprimento da Lei 2.424/1995, que obriga os bares, restaurantes e estabelecimentos similares a disponibilizarem água filtrada e gratuita aos clientes. Os restaurantes Deck, La Maison e Mondego ainda não se adequaram a essa lei. Neste último, apesar de o certificado de dedetização estar em dia, os fiscais verificaram a presença de baratas e pediram o reforço da dedetização.

Os fiscais não encontraram irregularidades nos restaurantes Mabs, La Fiorentina e Marius, todos localizados na Avenida Atlântica.

Balanço da Operação Limpando a Raia:

1 – La Maison (Avenida Atlântica, 2.634 – Copacabana): Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros. Prazo de 48 horas para apresentação na sede da Autarquia.

2 – Mondego (Avenida Atlântica, 2.936-A – Copacabana): Ausência do certificado de potabilidade da água. Foi dado um prazo de 48 horas para apresentação na sede da Autarquia. Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada. Presença de baratas no local, mesmo com o certificado de dedetização vigente. Foi determinado reforço na dedetização.

3 – La Fabrique (Avenida Atlântica, 994, loja B, – Leme): Ausência de autenticação no Livro de Reclamações. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros. Prazo de 48 horas para apresentação na sede da Autarquia.

4 – Deck (Avenida Atlântica, 2.316, loja A – Copacabana): Reclamação no Livro de Reclamações não enviada desde dezembro de 2014 (o prazo máximo é de 30 dias). Ausência do certificado de potabilidade da água. Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada.

Rio de Paz organiza manifestação contra chacina de Osasco e Barueri

Rio de Paz - Quem Matou 19 ?

Rio de Paz – Quem Matou 19 ?

O Rio de Paz, filiado ao DPI da ONU, fará manifestação na Avenida Paulista (MASP), em São Paulo, nesta sexta-feira (28), das 6h30 às 11h.
Uma faixa será estendida no local do protesto com a seguinte pergunta: “Quem matou 19?” Numa instalação que visa representar o número de vítimas da chacina de Osasco-Barueri, 19 sacos pretos cobrirão corpos feitos de papel.
A escolha da sexta-feira para realização de mais um ato público do núcleo de São Paulo do Rio de Paz, deve-se ao fato de que, hoje, aumentou o número de vítimas da chacina, com a morte da adolescente, de apenas 15 anos, Letícia Hillebrand da Silva. Amanhã fará duas semanas que esse crime hediondo foi praticado por matadores profissionais.
O objetivo da manifestação é cobrar do Governo do Estado de São Paulo apoio aos parentes das vítimas e a elucidação da autoria da chacina.
“A chacina de Osasco-Barueri precisa contar com o repúdio de todos os cidadãos brasileiros e instituições democráticas. Trata-se de grave atentado a valor inegociável da democracia, de crime praticado contra pessoas que são consideradas matáveis no nosso país – moradores de periferia; e de prática criminosa que, se não for extirpada, pode levar São Paulo a entrar em processo de mexicanização. Hoje, no México, o Estado está rendido ao crime organizado”, Antônio Carlos da Costa, Rio de Paz.

Criada no Congresso Nacional Frente Parlamentar para implantação da Ferrovia Rio-Vitória

Frente Parlamentar também defenderá o tramo leste da Ferrovia Bioceânica, que ligará Mato Grosso a Campos dos Goytacazes

Foi criada na tarde desta quinta-feira, dia 27, no Congresso Nacional, em Brasília, a Frente Parlamentar Mista, suprapartidária, em defesa da implantação das ferrovias EF-118 (Rio-Vitória) e EF-354 (Mato Grosso-Campos dos Goytacazes), o tramo leste da Ferrovia Bioceânica. Essas duas ferrovias formarão a principal artéria logística do Brasil, fundamentais para o desenvolvimento do país, em particular dos estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais.

Presidida pelo deputado Evair de Melo (PV-ES), a frente parlamentar tem o objetivo de defender as ferrovias e auxiliar o Governo Federal no estudo de sua implantação e no marco regulatório do Sistema Ferroviário Nacional. O Congresso Nacional vai acompanhar a evolução dos projetos e a criação do modelo de concessões para as novas ferrovias.

Na reunião de hoje, a Câmara dos Deputados do Rio de Janeiro foi representada pela deputada federal Clarissa Garotinho (PR-RJ), presidente da Comissão de Viação e Transportes. Também estiveram presentes o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), membro da Comissão de Infraestrutura do Senado; o secretário de Estado de Transportes do Rio de Janeiro, Carlos Roberto Osorio; e o secretário de Estado de Transportes do Espírito Santo, Paulo Rui.

Compareceram ao evento representantes de entidades do Setor Ferroviário como a Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer), Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos), Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

As audiências públicas da ferrovia EF-118 foram concluídas e a próxima etapa é encaminhar a incorporação no projeto das sugestões obtidas nas audiências realizadas no Rio de Janeiro e Espírito Santo. Em seguida, o projeto segue para apreciação do Tribunal de Contas da União (TCU) e, posteriormente, será colocado em licitação pública pelo Governo Federal para concessão por meio de parcerias público-privadas (PPPs).

No dia de hoje também foi estabelecido protocolo de intenções entre Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, para elaboração de projeto da EF-354 (Mato Grosso-Campos dos Goytacazes), tramo leste da Ferrovia Bioceânica.

“Com a criação da Frente Parlamentar, a defesa do investimento destas ferrovias, tão estratégicas para o Brasil, chega ao Congresso Nacional. Com isso, ganhamos força para tirar os projetos do papel e avançarmos para as próximas etapas, como a modelagem econômico financeira”, disse o secretário de Estado de Transportes do Rio de Janeiro, Carlos Roberto Osorio.

Com potencial de carga de 100 milhões de toneladas por ano, a EF-118 interligará a Região Metropolitana do Rio com Vila Velha, na grande Vitória. A ferrovia se articulará com a futura EF-354 (Estrada de Ferro Transcontinental – ligação ao Peru), a partir de Campos dos Goytacazes, atravessando as regiões minerais e agrícolas de Minas Gerais e do Centro Oeste brasileiro, e possibilitando a conexão com os mercados europeu e asiático. Além disso, a nova ferrovia estará interligada com a rede da concessionária MRS, que liga o Rio de Janeiro a São Paulo e Minas Gerais. E, no Espírito Santo, com a estrada de ferro Vitória-Minas.

A EF-118 atenderá a demanda da rede portuária dos dois estados, incluindo os portos de Sepetiba, Itaguaí, Macaé, Barra do Furado e Açu, no Rio de Janeiro, e os portos Central, Ubu, Tubarão e Vitória, no Espírito Santo e posicionará o Rio de Janeiro como a plataforma logística de classe mundial. A província portuária do Rio de Janeiro e do Espírito Santo será a maior do país, estando ancorada pelos superportos do Açu, do Rio de Janeiro e Central, no Espírito Santo. Esses são dois portos de grande capacidade, calado profundo acima de 20 metros, capazes de receber navios graneleiros de última geração. Essa nova infraestrutura logística, que integra portos e ferrovias de grande capacidade, possibilitará a atração para o Rio de Janeiro de novos empreendimentos industriais e logísticos, fazendo do estado uma grande plataforma de entrada e saída de produtos de todo o Brasil, com geração de emprego e renda de forma sustentável e por longo prazo.

Já a EF-354, ou Ferrovia Transcontinental, terá aproximadamente 4.400 km de extensão entre o Porto do Açu, no Norte Fluminense, e a localidade de Boqueirão da Esperança/AC, passando pelos estado de Goiás, Mato Grosso e Rondônia, como parte da ligação entre os oceanos Atlântico, no Brasil, e Pacífico, no Peru. O objetivo é estabelecer alternativas mais econômicas para os fluxos de carga de longa distância; propor nova logística para o escoamento da produção agrícola e de mineração para os sistemas portuários do Norte e Nordeste, reduzindo o percurso e o custo do transporte marítimo de grãos e minérios exportados para os portos do Oceano Atlântico, Europa, Oriente Médio e Ásia; além de interligar a malha ferroviária brasileira e incentivar investimentos, que irão incrementar a produção e induzir processos produtivos mais modernos.

Procon Estadual autua 20 filiais do Bob´s no Rio

Gerentes de 11 lojas deverão apresentar o certificado do Corpo de Bombeiros em 48 horas

O Procon Estadual realizou, nesta quarta-feira (26/08), uma nova etapa da Operação Fair Play, com o objetivo de fiscalizar lojas do Bob´s no Centro e nas zonas Sul e Oeste do Rio. Na última segunda-feira (24/08), 24 filiais do Mc Donald’s foram autuadas na primeira ação da Operação. Hoje, 28 filiais do Bob´s foram vistoriadas e 20, autuadas. Os fiscais descartaram cerca de 12kg de alimentos impróprios ao consumo e 95 litros de chope vencidos.

Das 20 filiais autuadas, 11 deverão apresentar o certificado do Corpo de Bombeiros em até 48 horas na sede do Procon Estadual. Do contrário, serão interditadas. Oito lojas ainda não se adequaram à Lei 2.424/1995, que obriga os bares, restaurantes e estabelecimentos similares a disponibilizarem água filtrada e gratuita aos clientes. Os fiscais encontraram, nas filiais localizadas nos números 900 e 2.000 da Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, respectivamente, um barril de 50 litros de chope vencido há mais de uma semana e 45 litros de chope fora da validade.
.
Já na franquia localizada na Avenida Rio Branco, 177, no Centro do Rio, os fiscais determinaram a reposição imediata de pelo menos dois extintores de incêndio, dos cinco vencidos em junho de 2015. Esse é o mínimo exigido pelo certificado do Corpo de Bombeiros apresentado pela loja.

Endereços das lanchonetes Bob´s onde não foram encontradas irregularidades: Rua Cosme Velho, 433, loja D; Posto Shell da Praça General San Martin, 697, Leblon; Avenida das Américas, 3.501, Barra da Tijuca; Rua Visconde de Pirajá, 463, Ipanema; Rua Senador Dantas, 48, Cinelândia; Avenida Ayrton Senna, 3.000, Barra da Tijuca; Rua Uruguaiana, 106 ,Centro; e Avenida Repórter Nestor Moreira, 41, Botafogo.

Balanço da Operação Fair Play:

Foto: Divulgação / Procon RJ

Foto: Divulgação / Procon RJ

1 – Bob´s (Shopping Downtown – Barra da Tijuca): Ausência do certificado de potabilidade da água. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, prazo de 48 horas para apresentar.

2 – Bob´s (Posto Shell – Avenida Epitácio Pessoa, 4.630, Lagoa): Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada e gratuita.

3 – Bob´s (Avenida das Américas, 900 – Barra da Tijuca): Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, prazo de 48 horas pra apresentar. Ausência do certificado de potabilidade da água, prazo de 15 dias para apresentação. Um barril de chope claro, de 50 litros, conectado à chopeira, vencido em 18/08/2015. Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada e gratuita.

4 – Bob´s (Largo do Machado, 11): Havia quatro reclamações no Livro de Reclamações não enviadas ao Procon. Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada e gratuita. Produtos sem especificação: 1kg e 854g gramas de condimento sabor picanha; 82g de requeijão cremoso; 260ml de leite condensado e 86g de leite em pó. Produtos vencidos: 451g de molho chimichurri.

5 – Bob´s (Shopping da Gávea): Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada e gratuita.

6 – Bob´s (Avenida das Américas, 2.000, Barra da Tijuca): Havia 45 litros de chope vencido em 25/08/2015. Ausência do certificado de potabilidade da água e dedetização, prazo de 15 dias para apresentação. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, prazo de 48 horas para apresentar.

7 – Bob´s (Avenida das Américas, 1.600 – Barra da Tijuca): Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, prazo de 48 horas para apresentar. Ausência do certificado de potabilidade da água. Prazo de 15 dias para apresentação. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada e gratuita.

8 – Bob´s (Avenida das Américas, 4.666 – Barra da Tijuca): Ausência do certificado de potabilidade da água. Prazo de 15 dias para apresentação. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, prazo de 48 horas para apresentar. Ausência do certificado de dedetização, prazo de 15 dias para apresentação.

9 – Bob´s (Avenida das Américas, 5.000, loja 117 – Barra da Tijuca): Alimentos vencidos encontrados em geladeira da cozinha: 1kg e 500g de peito de frango empanado; 800g de molho barbecue; 800g de queijo cheddar cremoso. Alimentos sem especificação encontrados na geladeira da cozinha: 5kg de molhos sem especificação; 1kg e 500g de frango empanado sem especificação. Ausência do certificado de potabilidade da água, prazo de 15 dias para apresentação.

10 – Bob´s (Posto Shell – Avenida Mem de Sá, 55 – Lapa): Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, prazo de 48 horas pra apresentar. Ausência de exemplar do Código de Defesa do Consumidor para consulta.

11 – Bob´s (Rua Domingos Ferreira, 236 – Copacabana): Ausência de cartaz informando a disponibilidade de água potável. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, prazo de 48 horas para apresentar.

12 – Bob´s (Avenida Franklin Roosevelt, 23 – Centro): Ausência do Livro de Reclamações. Ausência de exemplar do Código de Defesa do Consumidor para consulta.

13 – Bob´s (Rua Figueiredo Magalhães, 219, loja I – Copacabana): Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada e gratuita. Reclamação registrada em 22/03/2015 no Livro de Reclamações não enviada ao Procon. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, prazo de 48 horas para apresentar.

14 – Bob´s (Avenida Erasmo Braga, 299 – Centro): Ausência do Livro de Reclamações. Ausência de exemplar do Código de Defesa do Consumidor para consulta.

15 – Bob´s (Rua Barata Ribeiro, 167, Copacabana): Havia três reclamações no Livro de Reclamações não enviadas ao Procon. Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada e gratuita.

16 – Bob´s (Avenida Abelardo Bueno, 1.300 – Jacarepaguá): Ausência do certificado de dedetização, prazo de 15 dias para apresentação. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, prazo de 48 horas para apresentar.

17 – Bob´s (Av. Rio Branco, 177 – Centro): Cinco extintores de incêndio vencidos em junho de 2015.

18 – Bob´s (Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 129, loja B, Copacabana): Ausência de cartaz de que o estabelecimento fornece água filtrada e gratuita. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, prazo de 48 horas para apresentar.

19 – Bob´s (Rio Sul): Ausência do Livro de Reclamações.

20 – Bob´s (Avenida das Américas, 7.607, Barra da Tijuca): Ausência do certificado de dedetização, prazo de 15 dias para apresentação. Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, prazo de 48 horas para apresentar.

Caravana Fluminense de Teatro e Literatura chega a Seropédica

Evento que promove intercâmbio entre artistas e produtores culturais percorrerá diversos municípios do Rio até dezembro

A I Caravana Fluminense de Teatro & Literatura segue viagem e chega à Região Metropolitana, onde ocupará o Centro Cultural de Seropédica, no dia 29 de setembro.

A caravana, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, em parceria com a Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Pena e com a editora Cobogó, leva espetáculos teatrais e debates sobre a relação do teatro com a literatura para municípios do interior do Rio. No mês passado, agitou o Centro Cultural Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Em setembro, será a vez de Queimados, Casimiro de Abreu e Quissamã receberem o evento.

A programação em Seropédica começa às 17h30, com a apresentação do espetáculo As mil e uma noites, representada pela Cia de Teatro de Seropédica. Às 18h30, alunos da Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Pena encenarão a peça O despertar da primavera, do dramaturgo alemão Frank Wedekind. Em seguida, às 20h20, a discussão literária entrará em cena com o debate sobre o tema “Teatro e Literatura ? Que conversa é essa?”. A entrada é gratuita.

Serviço:
I Caravana Fluminense de Teatro & Literatura
Endereço: Centro Cultural Seropédica – BR-465, km 52 (ant. Est. Rio-São Paulo), nº 2895, Parque Jacimar, Seropédica.
Horário: das 17h30 às 21h30
Entrada gratuita
Classificação: 16 anos

Campeão na Esgrima, Vencedor na Escola

Faltando menos de um ano para o início dos Jogos Olímpicos Rio 2016, uma turminha animada já está dando seus primeiros passos na esgrima, um esporte olímpico pouco difundido no Brasil. O grupo reúne-se duas vezes por semana no Clube dos Sargentos da Aeronáutica, no bairro de Cascadura, zona norte do Rio, e apesar do pouco tempo de treinamento (iniciado em junho de 2015), já há alguns alunos se destacando e chamando atenção dos professores Rodrigo Fontes (que é Mestre D’Armas / Técnico de Esgrima) e Eduardo Sales (que é professor de Esgrima). Eles fazem parte da Confederação Brasileira de Esgrima e tiveram a iniciativa de oferecer as aulas gratuitamente através do projeto “Campeão na Esgrima, Vencedor na Escola”.

Projeto gratuito de Esgrima atende crianças na zona norte do Rio Foto: Luiz Souza

Projeto gratuito de Esgrima atende crianças na zona norte do Rio Foto: Luiz Souza

Com apoio da Confederação Brasileira de Esgrima, a equipe tem acesso a equipamentos profissionais, que incluem uniforme adequado, garantindo a proteção e segurança durante os treinamentos, e todo o aparato necessário para a prática esportiva.

Além de garantir o aprendizado das técnicas da esgrima, a iniciativa favorece as boas práticas de cidadania, com o apoio da escola, e estimula as crianças a desenvolverem noções de responsabilidade, postura e concentração, que são características bem evidentes na esgrima.

Projeto gratuito de Esgrima atende crianças na zona norte do Rio Foto: Luiz Souza

Projeto gratuito de Esgrima atende crianças na zona norte do Rio Foto: Luiz Souza

Atualmente o projeto “Campeão na Esgrima, Vencedor na Escola” está em seu grupo inicial e conta com a participação de 26 alunos oriundos da Escola Municipal Paraná, que treinam desde junho e já começam a apresentar melhorias no rendimento escolar. A faixa etária atendida varia dos 12 aos 15 anos que é a idade ideal para a iniciação esportiva na esgrima e é possível que em breve alguns alunos se destaquem e possam tornar-se profissionais no esporte.

Projeto gratuito de Esgrima atende crianças na zona norte do Rio Foto: Luiz Souza

Projeto gratuito de Esgrima atende crianças na zona norte do Rio Foto: Luiz Souza

Os alunos escolhidos para participar atendem uma série de critérios de seleção, que incluem boas notas, frequência escolar superior a 80% e comprometimento com as regras estabelecidas que garantem a rotina de treinamentos.

Serviço:
Projeto: Campeão na Esgrima, Vencedor na Escola
Site: www.fisicoesporte.com
Telefones: (21) 99768-9175 – Eduardo Sales / (21) 97954-8021 – Rodrigo Fontes
Endereço: Clube dos Sargentos da Aeronáutica, Avenida Ernani Cardoso 183, Cascadura, Rio de Janeiro – RJ