Eu me chamo Antônio na Feira do Rio Antigo

A Feira do Rio Antigo, que acontece no primeiro sábado do mês, sempre proporciona um passeio pela memória e cultura da Cidade Maravilhosa. Dessa vez, a Rua do Lavradio terá uma ação promovida pela Poeme-se, primeira grife poética do Brasil, em parceria com Pedro Gabriel, autor da página no facebook e do livro que virou febre – “Eu me chamo Antônio”. A empresa verso lança um kit com cinco porta copos literários com as ilustrações do poeta dos guardanapos.

Eu Me Chamo Antonio - Poeme-se

Eu Me Chamo Antonio – Poeme-se

A carreira de Pedro Gabriel ganhou projeção em 2012, quando fez a sua primeira postagem na página, com o que viria a ser a sua marca registrada: as frases de seu alter ego escritas em um guardanapo. Em pouco tempo, as postagens “viralizaram”. Os textos abordavam as alegrias, tristezas, paixões e perdas de Antônio e revelavam toda a poesia e um pouco do jeito atrevido do personagem. em pouco tempo, Eu Me Chamo Antônio viraria sucesso editorial.

Poeme-se na Feira do Rio Antigo - Rua do Lavradio - Foto: Luiz Souza

Poeme-se na Feira do Rio Antigo – Rua do Lavradio – Foto: Luiz Souza

Um dos sócios da Poeme-se, Leonardo Borba, quem costurou essa parceria, explica: “- A ideia da parceria nasceu pela proximidade dos trabalhos no campo da literatura. Gabriel criou uma estética e um suporte novo para a sua poesia, assim como a Poeme-se. Acreditamos que essa parceria será um sucesso.”

Rua do Lavradio Esquina Rua do Senado - Foto: Luiz Souza

Rua do Lavradio Esquina Rua do Senado – Foto: Luiz Souza

Serviço:
Endereço: praça Emilinha Borba: Cruzamento da Rua do Lavradio com a Rua do Senado.
Horário: o evento começa às 10h e termina às 19h. A ação será das 14 às 16 horas.

Companhia de Teatro Manguinhos em Cena ganha voz em projeto de audiolivros

Manguinhos em Cena - Foto: Wilson Netto / Divulgacao

Manguinhos em Cena – Foto: Wilson Netto / Divulgacao

Criada há três anos, a Companhia de Teatro Manguinhos em Cena está abrindo novos caminhos para além da Biblioteca Parque de Manguinhos (BPM), – um espaço da Secretaria de Estado de Cultura – onde o grupo de 27 integrantes é residente. O desafio desta vez é a produção de audiolivros para atender o público com deficiência visual que frequenta as bibliotecas do Rio de Janeiro com setores de acessibilidade. O projeto, premiado pelo edital Fomento à Cultura Carioca, tem patrocínio da Prefeitura do Município do Rio de Janeiro/Secretaria Municipal de Cultura, como parte do calendário de comemorações pelos 450 anos da Cidade, e vai gerar a coleção “Audiolivros da Biblioteca Parque de Manguinhos” com a gravação de 10 obras literárias escolhidas pelo grupo no Acervo da Biblioteca.
A seleção dos livros foi feita em um mês de intensa pesquisa no acervo da BPM. O critério para a escolha das obras foi baseado na ideia de traçar um percurso afetivo e referencial do grupo Manguinhos em Cena relacionado ao acervo da Biblioteca Parque, priorizando livros que não tivessem exemplares no setor de acessibilidade dedicada aos deficientes visuais.

O resultado foi uma coleção, de títulos variados de autores brasileiros, que reúne poesia, novelas, peças de teatro e literatura infantojuvenil. Entre os livros escolhidos, “Clara dos Anjos”, de Lima Barreto, é a homenagem afetiva do grupo à comunidade, já que o autor nasceu e viveu na área de Jacaré e de Manguinhos.

Outro livro a ser gravado é “Orfeu da Conceição”, de Vinicius de Moraes, que tem como cenário uma comunidade carioca, em uma homenagem do grupo aos 450 anos do Rio.

Para o público infantil, a escolha foi “O homem que contava histórias”, das autoras Roseane Pamplona e Sônia Magalhães. O título foi trabalhado pelos atores do grupo no “Palavra Viva”, projeto que leva contação de histórias de autores brasileiros para crianças de escolas públicas da região de Manguinhos.

Para entrar em estúdio, os atores do grupo, que até então só tinham experiência em teatro, passaram por um curso de capacitação para a gravação com a atriz, dubladora, leitora, diretora e produtora de audiolivros Mônica Magnani.

Ao todo, 16 atores da companhia que vão participar do projeto como leitores dos livros, sob direção de Ana Carina, atriz, produtora e uma das coordenadoras do projeto Manguinhos em Cena, que deu origem ao grupo em 2012.

“Estamos há três meses ensaiando as leituras, nos preparando para entrar no estúdio, sempre enfocando a experiência final do público que vai ouvir os livros: para eles, a voz dos atores será o guia para a construção de cada história ou poema em sua imaginação”, conta Ana Carina. “É uma experiência nova, em que os atores estão aprendendo uma linguagem de interpretação e mergulhando de maneira profunda no universo das palavras, buscando expressão e sutileza para alimentar a imaginação de quem vai ouvir os livros. Para o grupo, que começou trabalhando a base técnica do teatro gestual, sem fala, também tem sido uma descoberta”, explica a diretora.

Os atores entraram em estúdio em maio deste ano e já gravaram o poeta Manoel de Barros e o livro “O Homem que Contava Histórias”. A previsão é de que a coleção seja lançada até o fim de 2015 e distribuída gratuitamente para 10 bibliotecas do Rio com setores de acessibilidade.

Todos os audiolivros serão gravados no estúdio da Biblioteca Parque Estadual, em uma parceria institucional do Manguinhos em Cena com a Secretaria de Estado de Cultura, o Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG) e a rede de Bibliotecas Parque do Rio de Janeiro.

Relação completa de livros a ganharem as vozes dos atores do Manguinhos em Cena:

1. “O homem que contava histórias”, de Roseane Pamplona e Sônia Magalhães
2. “Não tenho culpa de que a vida seja como ela é”, de Nelson Rodrigues
3. “O santo e a porca”, de Ariano Suassuna
4. “Tratado geral das grandezas do ínfimo”, de Manoel de Barros
5. “Baú de espantos”, de Mário Quintana
6. “Cordel”, de Patativa do Assaré
7. “Teatro de Arena: uma estética de resistência”, de Izaías Almada
8. “O mistério do coelho pensante”, de Clarice Lispector
9. “Orfeu da Conceição”, de Vinicius de Moraes
10. “Clara dos Anjos”, de Lima Barreto

Sobre o Manguinhos em Cena

Atualmente, a Companhia de Teatro Manguinhos em Cena divide-se entre a preparação para a gravação dos audiolivros e os ensaios para a volta do primeiro espetáculo do grupo, o ”Sintonia Suburbana”, que vai circular pelas Lonas e Arenas Culturais da cidade a partir de agosto, também com patrocínio do edital da SMC – Fomento à Cultura Carioca. A agenda e as ações do grupo Manguinhos em Cena podem ser acompanhadas pela página facebook.com/manguinhosemcena
O grupo surgiu no projeto homônimo de formação teatral realizado na Biblioteca Parque de Manguinhos entre 2012 e 2014, com o objetivo de criar uma companhia de teatro residente na biblioteca. A idealização e a coordenação é da Companhia do Gesto e da Zucca Produções, em parceria com as Bibliotecas Parque estaduais. O projeto integrou também o programa Favela Criativa, formado por um conjunto de projetos que oferece a jovens agentes culturais formação artística e especialização em gestão cultural e estabelece canais de diálogo entre esses jovens, possíveis parceiros e patrocinadores potenciais.

Loja oficial dos RAMONES cria projeto para divulgar bandas do cenário independente

RAMONES é uma das bandas de Punk Rock mais aclamadas de todos os tempos. Quase 20 anos após a sua última apresentação, suas músicas e clipes continuam sinônimo de sucesso. O legado segue intocável conquistando novos fãs a cada dia.

Ramones Place Rio Arpoador

Ramones Place Rio Arpoador

Em 2010, Mickey Leigh, irmão do vocalista Joey Ramone, decidiu abrir em solo brasileiro a JOEY RAMONE PLACE RIO, primeira loja oficial dos RAMONES no mundo. Além de apresentar peças exclusivas que homenageiam o grupo, a loja, localizada em Copacabana (RJ), é uma espécie de museu, onde os fãs podem encontrar raridades, como um disco de ouro recebido no Brasil pela venda de mais de 100 mil cópias do álbum “Mondo Bizarro”, roupas usadas durante as apresentações ao vivo, LP’s raríssimos e pertences pessoais do lendário vocalista.

Joey Ramone sempre ajudou as bandas underground independentes, promovendo-as através de eventos em que pudessem mostrar sua música. Visando manter o legado do irmão, Mickey Leigh idealizou o projeto NEW MUSIC SCENE baseado na própria ideologia de Joey.

“A proposta é receber, a cada semana, uma banda do cenário independente para expor o seu trabalho através de Pocket-Shows Acústicos, exibições de vídeos e vendas de produtos, dando a possibilidade de se promoverem através da loja”, enfatiza Ana Paula Menezes, Gerente da JOEY RAMONE PLACE RIO.

A banda ainda poderá deixar na loja o material de divulgação como CD’s, DVD’s, camisas, adesivos, etc. Tudo o que for comercializado será revertido para as próprias bandas.

Quer ficar por dentro da agenda? Dê uma olhada nas próximas bandas que irão se apresentar no projeto NEW MUSIC SCENE da loja JOEY RAMONE PLACE. HEY HO, LET’S GO!

PROGRAMAÇÃO DE JULHO:
04 de JULHO : WAR FX

11 de JULHO : CORAZONES MUERTOS

18 de JULHO : NEW DAY RISING

25 de JULHO : 99 SHOTS

Mais informações em www.joeyramoneplacerio.com.br ou pelo telefone (21) 2523-4604.

JOEY RAMONE PLACE RIO (Galeria River)
Rua Francisco Otaviano,67, Loja 46, Arpoador – Rio de Janeiro (RJ)
ENTRADA FRANCA
Das 16hs às 18hs
Sets acústicos de 10 minutos a cada meia hora

Hospital Salgado Filho realiza campanha de doação de sangue

Ação em parceria com o Hemorio acontece nesta quarta-feira, das 9h às 14h

O Hospital Municipal Salgado Filho, em parceria com o Hemorio, realiza, nesta quarta-feira, dia 17 de junho, das 9h às 14h, a sua 16ª campanha itinerante de Doação de Sangue. A ação busca mobilizar não somente as comunidades internas do hospital, mas também promover uma participação significativa da população do Méier.

A campanha tem por objetivo melhorar os estoques de sangue do hospital, já que o número de doadores vem apresentando uma diminuição. A ausência de reservas ocasiona problemas no atendimento de emergência e até mesmo o cancelamento de cirurgias. A doação de sangue é de extrema importância para manutenção de procedimentos médicos, onde o risco de morte é eminente.

Para ser um doador, é preciso ter entre 18 e 69 anos, pesar no mínimo 50 quilos e estar em boas condições de saúde. Não é necessário fazer jejum, e os jovens de 16 e 17 anos podem também ser doadores desde que possuam autorização dos pais ou responsáveis legais.

É necessário não fazer parte do grupo de risco de doenças sexualmente transmissíveis e não ser usuário de drogas, além de não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24 horas. Na hora de doar, é importante estar em posse de um documento de identidade original.

O Hospital Municipal Salgado Filho fica na Rua Arquias Cordeiro, 370 – Méier.

Feira do Vinil faz sua primeira edição do ano no Flamengo

Com média de público de 3000 pessoas, evento chega a sua 14° edição, desta vez com o lançamento de três livros e camiseta exclusiva e limitada, feita pelo artista plástico Luiz Pessanha, responsável por importantes capas de LPs da história da MPB

Feira de Discos de ViniÌ l

São duas vezes por ano as edições da Feira do Vinil do Rio na Zona Sul, e a primeira será no próximo dia 14 de junho, mais uma vez no Instituto Bennett, Flamengo, onde o evento costuma colocar mais de 3000 visitantes há anos, graças ao empenho dos idealizadores Marcos Oliveira e Mauricio Gouveia (Livraria Baratos da Ribeiro), e, mais recentemente, de Marcelo Maldonado, atual produtor das edições na Zona Sul. A feira tem o apoio da Satisfaction Discos e, assim como a última do ano passado, será cobrada como entrada 1 kg de alimento, a ser doado para o Solar Meninos de Luz.. A 14° edição vem com muitas novidades, inclusive com o lançamento de três livros cujos temas giram em torno do universo da música.

Além da apresentação de DJs, com a curadoria do Marcello MBGroove, integrante do coletivo Vinil É Arte, esta edição, através da loja Satisfaction Discos, vai homenagear o artista plástico e publicitário Luiz Pessanha, um dos maiores “capistas” da história da MPB – são suas, por exemplo, as artes das capas de LPs de Leni Andrade, Candeia, João de Aquino, Pery Ribeiro, Simone, dentre muitos outros. Serão 150 camisetas, seriadas, à venda por R$50,00 cada. Dez por cento do valor da venda de cada camiseta serão revertidos também para o Solar Meninos de Luz.

Também será o lançamento do livro “Som & Pausa” (Editora Guarda-Chuva), da jornalista Fabiane Pereira, no qual através da idéia de que a música é feita de momentos intercalados entre som e pausa., convidou 50 nomes da cena musical contemporânea do Rio de Janeiro para falar sobre suas lembranças e seus momentos mais importantes. “Som & Pausa’ propõe uma diversidade de olhares, vozes, perspectivas e sentidos, buscando compreender as forças que constituem esse atual cenário, através da participação de nomes como Alice Caymmi, Anna Ratto, Ava Rocha, B. Negão, Daniel Castanheira, Érika Martins e Fred Coelho, dentre outros.

O evento contará também com o lançamento do livro “Estudando o Samba” (Editora Cobogó), do crítico pesquisador Bernardo Oliveira, que escreve sobre o disco Estudando o samba (1976), de Tom Zé. A publicação faz parte da coleção O Livro do Disco, que se debruça sobre grandes álbuns da discografia brasileira e estrangeira e apresenta, de forma abrangente, pesquisas, entrevistas, reportagens e ensaios sobre o universo sonoro de cada artista selecionado e os bastidores das canções reunidas no disco escolhido.

O terceiro lançamento será do livro “A tábua de esmeralda e a pequena renascença de Jorge Ben”, também da Editora Cobogó, que o músico e professor Paulo da Costa e Silva lança luz sobre o Jorge Ben dos anos 1960-70, tendo como epicentro o disco do mesmo nome. A partir de entrevistas e artigos escritos sobre o músico, o autor produz um conjunto de ensaios em torno das canções e das questões que elas suscitam, analisando, por exemplo, como o tema da alquimia, presente no disco, se conecta com a trajetória singular de seu criador, produzindo novas sonoridades. O autor discute, ainda, o tropicalismo, o modo como a música do artista busca inspirar coragem e a negritude, que se constitui como um núcleo poético fundamental em sua obra.

Repetindo o sucesso das edições passadas, estarão reunidos mais de 60 expositores de todo o Brasil. Do Rio, estarão presentes, dentre outros, a Tropicália Discos, a Sempre Música, a Only Musica, além da Livraria Baratos da Ribeiro e da Satisfaction. Os paulistas serão representados pela Locomotiva, Big Papa, Mafer Discos, Sensorial e Zóyd, só para citar algumas. Para aqueles apaixonados por quadrinhos, a carioca Crossover promete levar toda a sorte de bonecos, brinquedos e gibis, em especial, os voltados para a música. A feira terá também estandes de venda de CDs, equipamentos de áudio, marcas de roupas e acessórios com esta temática.

SERVIÇO: 14° Feira de Discos de Vinil do Rio de Janeiro
Dia: 14 de junho, domingo
Horário: das 11:30h às 20h
Local: Instituto Bennett
Endereço: Rua Marques de Abrantes, 55, Flamengo
Entrada: 1 kg de alimento não perecível
Classificação: livre
Informações: 21-98181-9733

Procon Móvel estará na Central do Brasil entre os dias 8 e 26 de junho

Consumidores poderão fazer reclamações e tirar dúvidas no posto volante

Procon Móvel - Foto: Divulgação

Procon Móvel – Foto: Divulgação

A van do Procon Móvel estará na Central do Brasil entre os dias 8 e 26 de junho. Durante esse período, os consumidores que passarem pelo local poderão fazer reclamações a respeito de problemas ligados às relações de consumo. O objetivo é tirar dúvidas e atender as reclamações dos consumidores que circulam no local, ponto de grande movimento no Rio, reduzindo assim a alta demanda dos postos de atendimento fixos.

O atendimento do Procon Móvel será feito de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h.